BC volta a afirmar que ambiente externo volátil exige cautela por parte de emergentes

O Comitê de Política Monetária do Banco Central (Copom) voltou a enfatizar hoje que o ambiente externo segue volátil e, portanto, ainda exigindo cautela por parte de países emergentes. Lá fora, conforme comunicado divulgado há pouco, predominam os debates sobre o início da flexibilização de política monetária nas principais economias e a velocidade com que se observará a queda da inflação de forma sustentada em diversos países.

"Os bancos centrais das principais economias permanecem determinados em promover a convergência das taxas de inflação para suas metas em um ambiente marcado por pressões nos mercados de trabalho", ressaltaram os membros do Comitê no documento.

Hoje, a Selic foi reduzida de 11,25% para 10,75% ao ano, a sexta baixa consecutiva. A próxima reunião está marcada para maio, quando o juro deve cair para 10,25% ao ano.