Conteúdo publicado há 26 dias

Presidente da Petrobras ironiza em rede social boato sobre sua saída da estatal

O presidente da Petrobras, Jean Paul Prates, ironizou em uma rede social a volta dos boatos sobre sua queda do cargo, que haviam tomado força antes da reunião promovida pelo presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, em Brasília, na semana passada. Ele participa esta semana da CeraWeek, maior feira global do setor de petróleo e gás natural, que acontece esta semana em Houston, Estados Unidos.

"Trabalho intenso o dia todo em Houston com mais de 15 reuniões por dia, sem olhar o telefone, e agora soube que já andaram me "derrubando" no Brasil isso só me assegura que estou no caminho certo. Faz parte!", disse Prates, que retorna ao Brasil na próxima sexta-feira, 22.

As ações da companhia fecharam a terça-feira em queda de 1,11% as ordinárias e de 0,74% as preferenciais. Os papéis porém dobraram de valor em um ano, no caso das preferenciais, enquanto as ordinárias subiram 77% no mesmo período. Há um ano, os papéis PN da companhia valiam R$ 18,39, contra R$ 36,07 atualmente.

Os boatos sobre a queda de Prates, já desmentidos pela estatal, se iniciaram na semana passada antes da reunião realizada com o presidente Lula; o ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira; e o ministro da Fazenda, Fernando Haddad. No centro do conflito, embates entre ele e Silveira, que se estendem desde a posse do executivo no cargo.

Na reunião com Lula, ficou resolvido que uma das cadeiras do Conselho de Administração seria ocupada por uma indicação da Fazenda, o que na prática representa o fortalecimento de Prates na companhia. O nome indicado é do secretário executivo adjunto do Ministério da Fazenda, Rafael Dubeux, mas ainda não foi oficializado.

Deixe seu comentário

Só para assinantes