BC da Turquia eleva juros em 5 pontos porcentuais, a 50%, e alerta sobre mais aperto

O Banco Central da Turquia elevou sua principal taxa de juros em 5 pontos porcentuais, a 50% ao ano, nesta quinta-feira, em decisão inesperada. Analistas consultados pela FactSet previam manutenção da taxa em 45%. Em comunicado, o BC turco alertou que a política monetária poderá sofrer mais aperto se houver novos sinais de deterioração da inflação.

A decisão desta quinta foi motivada pela aceleração da inflação turca em fevereiro. O BC da Turquia destacou que outros indicadores também sinalizam demanda doméstica resiliente no curto prazo. "A rigidez na inflação de serviços, expectativas de inflação, riscos geopolíticos e preços de alimentos mantêm ativas as pressões inflacionárias", pontuou.

Além dos juros, o BC da Turquia também anunciou alterações em sua estrutura operacional e determinou as taxas de empréstimo e "crédito overnight" com margem de aproximadamente 300 pontos-base, em relação à taxa de juros do leilão de recompra de uma semana. De acordo com o banco central, o nível restritivo da política monetária será mantido até que "um declínio sustentado da tendência subjacente da inflação seja alcançado e que as expectativas retornem ao intervalo de projeções".

O BC turco se comprometeu a monitorar de perto desdobramentos de liquidez do setor financeiro e o comportamento dos preços e salários em relação às projeções de inflação para ajustar a política monetária conforme for necessário. O banco central reiterou que seguirá dependente de dados em suas decisões e que está comprometido a retornar a inflação para a meta de 5% no médio prazo.

"Esperamos que a decisão de hoje equilibre a demanda doméstica, amplie a valorização real da lira e melhore as expectativas de inflação, estabelecendo o processo de desinflação durante o segundo semestre de 2024", projetou.