CPFL tem lucro líquido de R$ 1,32 bilhão no 4º trimestre de 2023, queda de 3,5%

A CPFL reportou lucro líquido de R$ 1,32 bilhão no quarto trimestre de 2023, queda de 3,5% em base anual de comparação. Considerando os 12 meses do ano, o lucro da companhia totalizou R$ 5,5 bilhões, elevação de 6,1%.

A receita operacional líquida do trimestre foi de R$ 10,5 bilhões, valor 1,8% menor do que em igual intervalo de 2022. No acumulado do ano, a receita totalizou R$ 39,7 bilhões, crescimento de 1,0%.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) no quarto trimestre foi de R$ 3,1 bilhões, queda de 18,2% na comparação anual. Os resultados do período foram impactados, segundo a CPFL, por eventos não recorrentes que tiveram reflexos sobre o balanço: uma ação judicial e à incorporação da totalidade da usina hidrelétrica de Campos Novos.

Desconsiderados esses eventos, o Ebitda da companhia teria aumentado 27,7% no período. "Isso condiz mais com a nossa operação, olhando trimestre contra trimestre", disse ao Broadcast Energia, o diretor-presidente da CPFL, Gustavo Estrella.

De janeiro a dezembro, o Ebitda foi de R$ 12,8 bilhões, montante 4,6% maior que o apurado em 2022.

A CPFL encerrou 2023 com dívida líquida de R$ 23,9 bilhões, crescimento de 2,1% em relação a 2022. A alavancagem, medida pela relação entre dívida líquida e Ebitda, ficou em 1,87 vez, redução de 0,02 ponto porcentual (p.p.) em comparação com o ano anterior.