Câmara dos EUA aprova projeto de lei que evita paralisação do governo e envia texto ao Senado

A Câmara dos Representantes dos EUA aprovou por pouco um pacote de US$ 1,2 trilhão para evitar a paralisação do governo, estendendo o financiamento até setembro. O texto agora será enviado ao Senado. A votação foi aprovada por uma margem de 286 votos contra 134, excedendo a maioria absoluta de dois terços necessária para aprovar o projeto de lei sob um procedimento especial exigido pelo presidente da Câmara, Mike Johnson, para contornar as divisões internas do Partido Republicano.

Os deputados do Partido Republicano se reuniram em discussões tensas no plenário enquanto a contagem avançava.

A medida, que atraiu muito mais apoio dos democratas do que dos republicanos, também aumentou a pressão sobre Johnson, que não conseguiu que a maioria da bancada republicana apoiasse o projeto de lei, uma ocorrência rara para um presidente da Câmara.

Antes da votação, a deputada republicana Marjorie Taylor Greene sinalizou que poderia tentar destituí-lo.

O tão aguardado texto do projeto de lei foi divulgado na manhã da quinta-feira, 21, e os líderes de ambos os partidos disseram que obtiveram vitórias em questões-chave durante as negociações, mesmo que os níveis gerais de gastos não tenham se deslocado significativamente dos totais definidos no ano passado durante as negociações sobre o teto da dívida.

Os democratas disseram que evitaram cortes nos programas de educação, trabalho e saúde, enquanto os republicanos disseram que reduziram com sucesso os gastos com ajuda externa e grupos sem fins lucrativos que ajudam os migrantes, e recuperaram o financiamento da Receita Federal. Fonte: Dow Jones Newswires.