Anatel: negociação com Oi no TCU exigiu grandes esforços e agora será submetida à governança

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) afirmou nesta segunda-feira, 25, que as negociações com a Oi dentro do Tribunal de Contas da União (TCU) exigiram um grande esforço das partes para se chegar a um consenso. A manifestação aconteceu pouco antes de a Assembleia Geral de Credores (AGC) da companhia ser suspensa temporariamente para esclarecimentos da versão atualizada do plano de recuperação judicial da empresa.

O encontro será retomado às 14h30.

"A negociação no âmbito do TCU chegou a termo. Destaca-se que as partes envolvidas empreenderam grandes esforços para alcançar os melhores termos possíveis, e agora será submetida à governança dos agentes envolvidos no acordo, para aprovações internas, no prazo comum de 15 dias", afirmou o gerente regional da Anatel nos Estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo, Rodrigo Vieitas Sarruf de Almeida.

A partir dessas aprovações, o acordo entre a Oi e a Anatel retomará seu curso no TCU, com envio do documento ao relator designado e ao órgão colegiado de decisão.