Haddad e grupo indiano discutem contratação de profissionais de um país por empresas do outro

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, discutiu nesta segunda-feira, 25, com o presidente do Conselho da Tata Sons, principal investidora do conglomerado industrial indiano Tata, Natarajan Chandrasekaran, a possibilidade de empresas brasileiras contratarem trabalhadores da Índia e vice-versa. "Temos que pensar na reglobalização do mundo em outras bases", disse o ministro brasileiro.

As informações são da assessoria de comunicação da Apex.

O presidente da agência, Jorge Viana está conduzindo Chandrasekaran na visita por Brasília. No momento, eles estão no Palácio do Planalto para reunião com o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva.

Haddad também afirmou ao empresário que o Brasil deve crescer 3% em 2024, como forma de dizer que esse é um bom momento para investir no País.

O indiano, de acordo com a Apex, falou sobre investimentos das empresas em sustentabilidade, como na produção de carros elétricos.