BYD expande lucro líquido no 4º trimestre de 2023 e ultrapassa Tesla como maior vendedora de EV

A BYD expandiu seu lucro líquido em 19% no quarto trimestre de 2023, para 8,67 bilhões de yuans (US$ 1,20 bilhão), em relação a igual período do ano anterior. Já a receita da fabricante chinesa de veículos elétricos (EVs, na sigla em inglês) avançou 15% no confronto anual, a 180,04 bilhões de yuans (US$ 24,9 bilhões), enquanto o volume de vendas saltou 38%.

Conhecida por seus carros econômicos, a BYD vendeu mais de 526 mil veículos totalmente elétricos entre outubro e dezembro de 2023, superando a Tesla pela primeira vez como a maior vendedora de EVs do mundo, em uma base trimestral.

Apesar disso, o lucro líquido da BYD caiu no quarto trimestre em relação ao terceiro trimestre de 2023, quando lucrou 10,41 bilhões de yuans, refletindo a intensificação da competição no mercado chinês e a desaceleração das vendas. Em 2024, as vendas caíram 6,1% até fevereiro, na comparação com o mesmo período do ano anterior.

No entanto, a BYD afirmou que espera "continuidade do forte crescimento do mercado de veículos elétricos em 2024" e que pretende melhorar a estratégia de multimarcas, acelerando sua expansão global.

No ano completo de 2023, a BYD teve salto de 81% no lucro líquido, a 30,04 bilhões de yuans (US$ 4,2 bilhões), e o volume de vendas aumentou 62%, para um recorde de 3 milhões de veículos. Já as exportações da fabricante chinesa subiram acentuadamente para 242 mil unidades no ano passado. Fonte: Dow Jones Newswires