United Airlines tem excesso de pilotos, ante atraso em entregas da Boeing

A United Airlines tem pilotos demais, sem aviões suficientes. A companhia aérea está pedindo a pilotos que peguem folgas não remuneradas em maio, segundo um memorando do sindicato de seus pilotos, o qual cita reduções em voos diante de atrasos em entregas de aeronaves da Boeing.

A solicitação é o mais recente sinal de como os problemas da Boeing pesam nas ambições de crescimento das companhias aéreas. E também reflete uma reversão abrupta da falta de pilotos que atrapalhava planos dessas empresas nos últimos anos.

A United já havia dito que iria fazer uma pausa na contratação de pilotos em maio e junho.

A Southwest Airlines também paralisou contratações e disse que reduziria capacidade de voo no segundo semestre.

O sindicato dos pilotos da United afirmou esperar que a empresa continue a buscar que pilotos fiquem em folgas não remuneradas no verão e potencialmente no outono local. Fonte: Dow Jones Newswires.