Petrobras: Não há decisão quanto à distribuição de dividendos extraordinários

A Petrobras afirmou após o fechamento do mercado nesta quinta-feira, 4, que não há decisão quanto à distribuição de dividendos extraordinários.

A petrolífera relembra que, no fato relevante divulgado no início de março, o Conselho de Administração da empresa propôs à Assembleia Geral Ordinária (AGO) que o valor de R$ 43,9 bilhões referente ao lucro remanescente do exercício de 2023 seja integralmente destinado para a reserva de remuneração do capital.

Dessa forma, a Petrobras informa que "a competência para aprovar a destinação do resultado, incluindo o pagamento de dividendos, é da Assembleia Geral de Acionistas, que será realizada no dia 25 de abril deste ano".

O comunicado da empresa surge após rumores circularem no mercado na sessão de hoje, tratando da expectativa de que a estatal reveria a retenção do pagamento dos dividendos extraordinários. Em meio a outros fluxos de notícia sobre a empresa, os papéis deixaram a alta e fecharam em baixa de 0,46% (ON) e 1,41% (PN).