"A grande potencialidade que existe hoje para captações e emissões é na infraestrutura",diz Michaluá

O presidente executivo (CEO) da RB Capital, Marcelo Michaluá, avalia que a infraestrutura deve ser um setor trilionário no mercado de capitais nos próximos cinco ou dez anos. Para ele, tanto a oferta quanto a demanda de capital nesse segmento são relevantes e devem seguir em destaque.

"A grande potencialidade que existe hoje para captações e emissões é na infraestrutura", afirmou Michaluá, durante participação no evento Z Summit, em São Paulo. Ele menciona as mudanças regulatórias que têm incentivado a complementação de investimento no setor via mercado de capitais e destaca que o mercado de debêntures de infraestrutura já envolve centenas de bilhões de reais.

O executivo brinca que os fundos de debêntures de infraestrutura são as novas "rainhas do baile" dos produtos incentivados, e que a inclusão de setores elegíveis para emissão desses títulos pode resultar num fluxo trilionário nos próximos cinco ou dez anos, "dado o capital que a infraestrutura exige e o interesse dos investidores". "A infraestrutura como um todo é o grande vetor de crescimento nas duas pontas, tanto na oferta quanto na demanda de capital", afirma.