Corrigir problemas do lado das despesas públicas será medida fundamental para 2024, diz Durigan

O secretário-executivo da Fazenda, Dario Durigan, defendeu nesta segunda-feira, 8, que corrigir os problemas também do lados das despesas públicas, e não somente das receitas, será uma medida fundamental para a ancoragem fiscal em 2024. "Enquanto membro da equipe econômica não é possível ter outra posição", disse, sobre a defesa da melhoria do gasto público.

Durigan citou a necessidade de avançar nas despesas previdenciárias e na análise de foco dos programas sociais.

Sobre o ajuste do lado das receitas, o secretário citou a compensação judicial; as desonerações da folha de pagamentos e dos municípios; e o Perse. "Endereçando esses quatro temas, chegamos a algo próximo de ter uma ancoragem fiscal mais perto da definitiva possível."

Durigan participou na manhã desta segunda-feira à distância do Rumos 2024, evento do jornal Valor Econômico.