Queda em SP exerce maior influência negativa na indústria nacional em fevereiro ante janeiro

O recuo de 0,5% na indústria de São Paulo em fevereiro ante janeiro deu a maior contribuição para a retração de 0,3% da produção industrial brasileira no período. Os dados são da Pesquisa Industrial Mensal divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

"O setor de derivados do petróleo foi o que mais influenciou negativamente no comportamento da indústria paulista, seguido pelo setor de alimentos e de produtos químicos", apontou Bernardo Almeida, analista da pesquisa do IBGE, em nota oficial.

Na passagem de janeiro para fevereiro, na série com ajuste sazonal, dez dos 15 locais pesquisados mostraram taxas positivas. No entanto, São Paulo responde por cerca de um terço de toda a produção industrial nacional.