Criptomoedas: Bitcoin e Ethereum têm forte queda, em dia de aversão a riscos no mercado

O Bitcoin recuou nesta sexta-feira, 12, seguindo o sentimento de aversão a risco que dominou a maior parte dos ativos. As tensões geopolíticas no Oriente Médio estão por trás de uma boa fatia das tomadas de decisão cautelosas no mercado, que teve entre seus efeito a forte queda nas bolsas de Nova York. Por sua vez, analistas seguem otimistas com a perspectiva para o ativo, à medida que o halving do Bitcoin - que reduzirá a oferta de tokens - se torna um catalisador chave para as criptomoedas.

Às 16h30 (de Brasília), o bitcoin recuava 4,85%, a US$ 66.939,37, e o ethereum caía 8,43%, a US$ 3.247,66, de acordo com a Binance.

"Superficialmente, o Bitcoin parece ter perdido direção, mas o movimento dos preços mostrou uma força fundamental na quarta-feira", disse Yuya Hasegawa, analista da exchange de criptomoedas Bitbank, lembrando da divulgação da inflação mais forte que o esperado nos Estados Unidos. "Apesar do nervosismo em torno da decisão da taxa do Fed daqui para frente, o Bitcoin ainda tem uma chance de testar US$ 74.000 no curto prazo", projeta, em referências às máximas alcançadas pelo ativo em março.

O Bitcoin continua desfrutando de vários pilares de apoio, incluindo o chamado halving que deverá ocorrer por volta de 20 de abril. O halving é uma mudança programática na política monetária do Bitcoin que reduzirá pela metade a emissão de novos tokens, restringindo a oferta num momento em que a demanda pelo ativo digital tem aumentado como resultado dos fundos negociados em bolsa Bitcoin à vista (ETF).

"Normalmente, nas semanas e meses seguintes aos eventos anteriores de redução pela metade, vemos a redução na emissão de Bitcoin resultar em um choque de oferta que, por sua vez, impulsiona o Bitcoin e o resto do mercado de ativos digitais para cima", disse Jess Houlgrave, CEO do grupo de tecnologia blockchain WalletConnect. "Espero que algo semelhante aconteça desta vez também, mas como a demanda agora é tão alta, há potencial para um rompimento mais sério", afirma.

*Com informações Dow Jones Newswires.