Ministro defende que Brasil precisa focar em estruturar cadeia para energia nuclear

O ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, afirmou que o Brasil precisa "plantar a semente" para estruturar a cadeia da produção de energia nuclear, com foco nos pequenos reatores. "Não podemos continuar acreditando que é razoável manter usinas a óleo diesel para atender comunidades isoladas", disse a jornalistas após evento realizado em Brasília.

"O Brasil é um dos três países que possuem a cadeia completa do urânio, mais urânio que uma Petrobras pelos cálculos atuais", afirmou o ministro.

Para Silveira, a geração por pequenos módulos é a saída adequada pensando nas características do Brasil. "Nós precisamos levar a sério essa cadeia. Essa cadeia será a cadeia segura no futuro", comentou.

Contudo, o ministro lembrou que esse processo é desafiador. "Se conseguirmos plantar a semente para estruturar a cadeia do urânio, discutindo com aqueles que têm a tecnologia", disse ao citar uma visita à China em junho deste ano que deve servir para conhecer a estrutura de geração.