IPCA para 2024 segue em 3,73% e fica em 3,60% para 2025, aponta Focus

A mediana das estimativas do mercado para o IPCA de 2024 ficou estável, em 3,73%, segundo o relatório Focus divulgado nesta terça-feira, 30, pelo Banco Central (BC). Um mês antes, a estimativa era de 3,75%. A projeção para 2025, foco da política monetária, também ficou inalterada, em 3,60%.

Considerando as 56 estimativas atualizadas nos últimos cinco dias úteis, a mediana para a inflação de 2024 caiu de 3,73% para 3,70%. A estimativa intermediária para 2025 se manteve em 3,64%, levando em conta apenas 54 atualizações no período.

A mediana para o IPCA de 2026 continuou em 3,50% pela 43ª semana consecutiva, mantendo o quadro de ancoragem apenas parcial das expectativas descrito pelo Banco Central. A estimativa intermediária para 2027 também continuou em 3,50% pela 43ª leitura seguida.

As projeções do mercado para a inflação de todos os anos continuam acima do centro da metas, de 3%, e abaixo do teto, de 4,5%. No ano passado, o IPCA atingiu 4,62% - contra um centro da meta de 3,25% e um teto de 4,75%, evitando o estouro do alvo.

O Comitê de Política Monetária (Copom) divulgou em março que espera alta de 3,5% para o IPCA em 2024, a mesma projeção das reuniões anteriores, de dezembro e janeiro. Em 2025, o Banco Central espera inflação de 3,2%.