Rio teve 21,8 mil novos empregos formais no 1º tri; alta é de 160% ante 2023

Foram criados 21,8 mil empregos formais na cidade do Rio de Janeiro no primeiro trimestre deste ano, aumento de 159,5% ante as 8,4 mil vagas geradas em igual período de 2023, informou a prefeitura nesta quarta-feira, citando levantamento realizado pelo Observatório do Trabalho Carioca e pelo Observatório Econômico do Rio com dados do Novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). O Caged foi divulgado na terça-feira, 30, pelo Ministério do Trabalho e Emprego.

De acordo com a prefeitura, o estudo mostra também que o total de vagas criadas na cidade equivale à metade das geradas no Estado do Rio de Janeiro.

Dentre os 280,1 mil postos de trabalho gerados desde 2021, uma parcela de 75,6% é do setor de serviços; 10,7% são da construção; 8,6%, do comércio; e 5,2% da indústria, conforme comunicado da Prefeitura do Rio. O número de vagas na cidade neste período corresponde a 48,6% do total do Estado.

O estoque de trabalhadores formais no Rio é de 2 milhões (53,7% do Estado), sendo 67% no setor de serviços, 18,3% no comércio, 8,5% na indústria e 6,2% na construção, disse a prefeitura.

O secretário municipal de Trabalho e Renda, Everton Gomes, disse, no comunicado, que a cidade vem em recuperação das vagas desde 2022. "Em fevereiro de 2022, a gestão municipal já celebrou a recuperação de todas as vagas perdidas durante a pandemia da covid-19, suplantando o panorama nacional daquela época."