Chance de Fed cortar juro até setembro sobe e avança expectativa de queda de 50 pb em 2024

O mercado financeiro consolidou apostas em um corte de juros nos Estados Unidos pelo Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) em setembro, e passou a ver chances maiores de um relaxamento monetário mais profundo neste ano após o payroll. O relatório de emprego dos EUA mostrou criação de emprego abaixo do esperado no país em abril.

Antes do dado, as expectativas para a extensão do relaxamento monetário ao longo do ano estavam divididas entre um único corte de 25 pontos-base (34,7%) ou de uma baixa acumulada de 50 pontos-base (35%), segundo monitoramento do CME Group.

Depois da publicação, esse último cenário se firmou como o mais provável, com chance estimada em 36,9%.

Já a probabilidade de um corte de 25 pontos-base caiu a 24,2%. As apostas migraram para um relaxamento maior: a chance de uma redução de 75 pontos-base subiu a 25,1%, de 15,2% antes do payroll.

A probabilidade de o Fed começar a cortar juros em setembro subiu de 52% a 74,1%, se firmando como o cenário mais provável.