Criptomoedas: bitcoin sobe em meio a apetite por risco renovado após payroll e balanço da Apple

O bitcoin subiu nesta sexta-feira, 3, impulsionado pelos resultados trimestrais da Apple de ontem e pelos dados do payroll de abril que indicaram desaceleração no mercado de trabalho dos EUA, mas a escalada foi insuficiente para compensar as perdas acumuladas na semana, em meio a uma fase de consolidação após o halving.

Às 16h34 (de Brasília), o bitcoin era negociado em alta de 4,17%, em US$ 61.658,77, enquanto o ethereum tinha ganho de 1,88%, em US$ 2.993,16. Na semana, o bitcoin caiu 3,53%, e o ethereum recuou 5,78%.

Ontem após o fechamento dos mercados, a Apple superou as expectativas de receita no primeiro trimestre e anunciou uma recompra de ações bilionária, o que agradou investidores e impulsionou investimentos de risco. Também hoje, os investidores tomavam novas posições após a decisão de juros do Federal Reserve (Fed) e os dados econômicos dos EUA nesta semana. Hoje, o país registrou a mais baixa geração de vagas de trabalho em seis meses, conforme dados do payroll de mais cedo, e isto sustenta as expectativas por cortes de juros neste ano, conforme indica o monitoramento do CME Group.

"O entusiasmo em torno dos ETFs de Bitcoin à vista está desaparecendo, o que reforça as vendas por parte dos especuladores", disse Alex Kuptsikevich, analista da corretora FxPro. "Devemos esperar mais quedas de preços nas próximas semanas", avalia ele, ao projetar que os preços podem ficar entre US$ 51 mil e US$ 52 mil.

*Com informações da Dow Jones Newswires