Não vou comentar hoje sobre Copom, depois eu comento, diz Haddad

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, afirmou nesta quarta-feira, 8, que não vai comentar a decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central de reduzir a taxa Selic em 0,25 ponto porcentual nesta quarta-feira, 8, interrompendo um ciclo de seis cortes consecutivos de 0,50 ponto. "Depois eu comento", disse.

Haddad esclareceu ainda que a reunião de hoje com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi para tratar de votações no Congresso. Ele disse que deve se reunir provavelmente amanhã com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG). A expectativa é de que Executivo e Congresso cheguem a um acordo envolvendo a desoneração dos 17 setores e dos municípios.

Hoje mais cedo, o ministro disse estar animado com a possibilidade de ainda nesta semana "pacificar" a negociação sobre a desoneração da folha de pagamentos. Segundo ele, não é a ideia da Fazenda "derrotar ninguém" no Supremo Tribunal Federal (STF) - que suspendeu liminarmente o benefício, a pedido do governo, com a decisão do ministro Cristiano Zanin.