Susep suspende por 30 dias prazos de processos sancionadores para seguradoras do RS

A Superintendência de Seguros Privados (Susep) aumentou prazos e suspendeu entregas de materiais regulatórios para seguradoras sediadas no Rio Grande do Sul diante do estado de calamidade pública pelo qual o Estado passa.

"Nós suspendemos por 30 dias os prazos de processos administrativos sancionadores para as supervisionadas que são sediadas no Rio Grande do Sul", afirmou a diretora de Organização de Mercado e Regulação de Conduta da Susep, Jéssica Bastos.

A autarquia promove nesta sexta-feira um webinar para tratar do papel do setor para a proteção financeira nas enchentes que o Estado enfrenta.

A Susep também suspendeu, para as empresas sediadas no RS, entregas regulatórias que não são fundamentais, porque as sedes de algumas empresas foram afetadas pelas chuvas.

Bastos disse que a Susep tem orientado as seguradoras para que reforcem as equipes no Rio Grande do Sul, não apenas para o fluxo dos sinistros, mas também para o atendimento ao público de forma geral.

Em apresentação, a coordenadora-geral de Seguros Massificados da Susep, Adriana Henning, disse que não existe uma lista padronizada de coberturas que as seguradoras têm de oferecer nas apólices. Entretanto, ela disse que as empresas precisam deixar claras quais tipos de perda são cobertas.