Haddad prega necessidade de conclusão da reforma do IVA para abrir agenda sobre renda e folha

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, disse nesta quarta-feira, 22, ser necessário concluir a reforma tributária sobre o consumo antes de abrir discussão em torno da de mudanças na taxação da renda e da folha de pagamentos.

"Não podemos atropelar o processo", disse ele, durante audiência na Comissão de Finanças e Tributação da Câmara dos Deputados.

O ministro reforçou que é preciso enviar ao Congresso um texto que esteja maduro para ser aprovado.

Ele disse ainda que o governo tem quatro anos de mandato e tempo suficiente para fazer reformas estruturais ao País.