Dólar segue perto da estabilidade após PCE dos EUA com poucas surpresas

Os dados sobre a inflação dos Estados Unidos medida pelo índice de preços PCE (na sigla em inglês) vieram quase todos em linha com o previsto, com pouco impacto no câmbio local na manhã desta sexta-feira, 31. A exceção foi a variação do núcleo do índice entre abril e março, de 0,2%, que ficou levemente abaixo da esperada (0,3%).

Os indicadores mostraram também aumento dentro do projetado na renda e alta ligeiramente menor que a prevista nos gastos com consumo do país em abril.

Sem grandes surpresas nos números, o dólar continuou oscilando ao redor da estabilidade na comparação com o real, embora inicialmente tenha acentuado perdas acompanhando o recuo nas taxas dos Treasuries.

Por volta das 9h40, o dólar à vista caía 0,05%, a R$ 5,2057, e o dólar para julho, mais negociado do pregão, recuava 0,07%, a R$ 5,2175.