Bolsas

Câmbio

Vá até Marte: aprenda a empreender melhor seguindo passos de David Bowie

Desde o anúncio do falecimento de David Bowie nesta segunda-feira, corre a "piada" de que na verdade o artista teria tomado um transporte para ir viver em Marte. E não é à toa: a imagem do cantor nunca foi "comum": bem ou mal - mas majoritariamente muito bem - todo mundo já ouviu falar em David Bowie.

Tendo criado inúmeros personagens e reinventando-se com facilidade incrível, o cantor foi apelidado pela mídia de "camaleão do rock" – alcunha da qual não gostava nem um pouco. Em uma ocasião, fez o comentário: "sempre fiquei perplexo em ser chamado de camaleão do rock. Um camaleão não gasta uma quantidade enorme de energia para se tornar indistinguível do seu ambiente?". Com tamanho destaque e reconhecimento, Bowie é o oposto do camaleão. E é isso que um empreendedor deve buscar ser, de acordo com Walter Sabini Jr, que tem mais de 15 anos de experiência no mercado digital.

O especialista separou sete lições que os empreendedores podem aprender com Bowie. Veja abaixo:

1. Diferencie

"Aos 18 anos, David Robert Jones mudou seu nome para David Bowie. O motivo? O vocalista da banda The Monkees se chamava Davy Jones e Bowie não quis ser confundido com o músico britânico", escreve Walter.

Esta não foi a única vez que Bowie se destacou. O visual andrógino, que adotou principalmente a partir da década de 1970, o diferenciava da grande maioria dos artistas de sua geração – até começar a inspirar outros.

O mesmo vale para o mercado: se seu produto for igual aos que já existem, as chances de sucesso diminuem significativamente.

2. Viva seus produtos

Bowie não apenas criava personagens, mas adotava intensamente a personalidade proposta todas as vezes em que o fazia. Seja na época de Ziggy Stardust, de Major Tom, Tim White Duke, ou mesmo com o personagem "recluso" que criou em seus últimos anos de vida, Bowie entrava intensamente na proposta criada. É assim que um empreendedor deve lidar com suas ideias.

3. Não tenha medo de reinventar

A renovação não precisa ser vista como um problema. Estagnação não pode ser a regra para o empreendedor, assim como nunca foi na vida e obra do artista. Bowie cantou rock, pop, folk, soul; além de ter atuado em produções cinematográficas, como em Labirinto e em The Man Who Fell To Earth.

4. Quebre paradigmas

Ser o primeiro a apresentar algo e ousar inovar era praticamente uma regra para Bowie, e não deve ser diferente para quem busca explorar no universo dos negócios. Não tema.

5. Busque boas parcerias

A música Under Pressure cantada com o Queen foi uma das mais compartilhadas nas redes sociais após a morte de Bowie, que também gravou Fame com John Lennon e Dancing in the street com Mick Jagger. As parcerias não eram restritas a músicos: estilistas como Alexander McQueen foram essenciais para ajudar a criar o visual único de Bowie. Saiba ver o potencial de possíveis parceiros.

6. Seja pioneiro

O visionário Bowie disponibilizou, antes da era do streaming, o single Telling Lies exclusivamente pela internet em 1996. "Além disso, em 1998 lançou seu próprio provedor de internet, o Bowienet, para que seus fãs trocassem experiências e arquivos", escreve Walter.

7. Veja as oportunidades em momentos adversos

Bowie transformou o câncer que enfrentava em uma maneira criativa de se despedir através da arte. "Lançado em 8 de janeiro, dois dias antes de sua morte, o álbum "Blackstar", seu vigésimo sétimo de estúdio, foi considerado pela revistaRolling Stone como uma obra-prima. O disco traz ainda a música "Lazarus", em que Bowie simula a morte no vídeo-clipe", escreve o empreendedor. Em momentos de crise, saiba aproveitar as dificuldades da melhor maneira possível.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos