Bolsas

Câmbio

Bilionários

Criança desafiadora, como era Bill Gates, tende a ser mais rica, diz estudo

  • Jim Watson/AFP

SÃO PAULO - A dificuldade de seguir regras pode ser um bom sinal para crianças e pré-adolescentes. Ou pelo menos é isso o que os pais de Bill Gates diriam.

De acordo com o "Wall Street Journal", o homem mais rico do mundo foi uma criança que, a partir dos 11 anos, passou a ignorar as regras básicas, como arrumar o quarto ou jantar no horário certo. Aos 12, houve um incidente em que o pequeno Gates teria dito estar "em guerra com a mãe e o pai para decidir quem está no controle" a um orientador escolar.

Não é extraordinário que crianças e adolescentes apresentem este tipo de comportamento nesta idade, e certamente muitas pessoas que tiveram comportamentos tempestuosos na infância não se deram tão bem nas vidas adultas.

Entretanto, um estudo publicado pelo Developmental Psychology afirmou que as características e comportamentos das crianças de 12 anos preveem o sucesso ocupacional 40 anos depois; acima do QI das mesmas ou da posição socioeconômica dos pais. 

Foram analisados os seguintes pontos: influência do status socioeconômico dos pais; inteligência na infância e características e comportamentos estudantis, desde a impaciência e intenção até o nível de desafio a autoridades. A partir daí, foram reveladas influências diretas e indiretas do último ponto na carreira das pessoas estudadas.

3.000 pessoas pesquisadas

Os objetos da pesquisa são quase 3.000 pessoas que tinham 12 anos em 1968, em Luxemburgo. Familiares e professores também foram consultados; e as pessoas –mais especificamente 750 delas– foram contatadas novamente em 2008.

A conclusão dos pesquisadores, depois de analisar todos os pontos, foi de que a característica de desafiar as regras e as autoridades teve maior relação com salários altos do que as outras (como QI e posses familiares).

Isso pode significar que as pessoas que quebram as regras são aquelas com maior inclinação para correr atrás do que querem, inclusive maiores salários. 

Perfil desafiador

O estudo ainda ressalva: crianças que tinham bons comportamentos no colégio também conseguiram bons empregos. A característica do desafio foi correlacionada especificamente com o dinheiro em si.

"Entretanto, é necessário mais pesquisas para entender a construção [dessa relação] e seus mecanismos", já que "o nível de estudo foi classificado pelos professores de acordo com um único item" e os dados longitudinais são de 40 anos atrás, quando os formatos das pesquisas eram menos personalizados.

Não adianta tentar forçar ou incentivar que seu filho ou filha saia desafiando todas as pessoas que vir pela frente, claro. O importante é não se preocupar (tanto): a "malcriação" pode ser apenas um prenúncio de muito sucesso no futuro.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos