ipca
0,48 Set.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Presidente do Ital critica ambiente hostil sobre a comida processada

07/03/2016 12h10

SÃO PAULO - Existe um ambiente hostil em relação ao alimento processado, diz Luis Madi, diretor-geral do Instituto de Tecnologia e Alimentos (Ital), órgão vinculado à Secretaria da Agricultura do Estado de São Paulo.

Segundo Madi, a sociedade está cada vez mais preocupada com saúde, e associa saúde à alimentação. Na avaliação do diretor do Ital, o problema é que as pessoas compartilham informações sem análise, critério, dados técnicos, o que acaba por criar uma série de mitos, que precisam ser esclarecidos. “Há uma distorção de imagem pelo viés negativo sobre os alimentos processados".

Madi critica, por exemplo, a própria Organização Mundial da Saúde (OMS), que divulga estudos negativos sobre a ingestão de comida processada, e depois faz retificações, “afirmando que não é bem assim”.

De acordo com o diretor do Ital, saudabilidade, sustentabilidade e bem-estar são atributos cada vez mais valorizados pelo consumidor, e que estão no radar da indústria de alimentos. “A indústria tem investido em produtos com estas características." 

Segundo Madi, sensorialidade, conveniência, praticidade e ética também são atributos cada vez mais valorizadas pelo consumidor, e a indústria de alimentos tem reconhecido isso em sua produção.

Para dar mais aderência à realidade da comida processada ao que o consumidor percebe, o diretor do Ital destaca que o instituto trabalha na elaboração de um documento chamado “Brasil Processed Food 2020: a Importância dos Alimentos Processados para a Sociedade Brasileira”.

A publicação, em fase de produção, terá como objetivo entregar à sociedade uma visão mais abrangente do setor de alimentos processados, com dados técnicos e científicos que contraponham mitos e preconceitos sobre o segmento.

Newsletters

Receba dicas para investir e fazer o seu dinheiro render.

Quero receber

Mais Economia