Bolsas

Câmbio

No primeiro de abril, Azul anuncia relançamento de supersônico Concorde

SÃO PAULO – A companhia aérea brasileira Azul anunciou à imprensa, neste dia da mentira, uma suposta decisão arriscada: em junho deste ano, passaria a realizar voos domésticos com o modelo supersônico Concorde, que saiu de circulação depois de um acidente que matou 113 pessoas na França em 2000. Claro, era uma brincadeira.

De acordo com um comunicado enviado à imprensa, que é falso, o jato passaria a operar a partir dos aeroportos de Viracopos e Congonhas, com voos para Marília, Araçatuba, Montes Claros, Passo Fundo, Belo Horizonte (Confins), Rio de Janeiro (Santos Dumont) e Recife.

O texto ainda continha uma tabela com os horários de partida e chegada dos voos: havia trechos de 10 minutos de duração – o que faria pouco sentido, dada a possibilidade de realizar voos muito mais longos em pouco tempo.

A notícia trazia até mesmo algumas citações de altos executivos da empresa, e os contatos corretos da assessoria. O texto pode ser encontrado no site oficial da Azul. 

Produzido entre 1965 e 1978, o Concorde foi fruto de uma união de esforços entre as agências americana, francesa, inglesa e soviética e custou enormes investimentos aos governos da Inglaterra e da França.

Além do acidente, a aeronave recebia críticas por alegados problemas ambientais, como poluição atmosférica e os altos ruídos provocados ao ultrapassar a barreira do som. Ela saiu de circulação em 2003 e seus recordes de velocidade ainda não foram superados.

Veja em 1 minuto como é feito o E2, novo jato da Embraer

  •  

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos