PUBLICIDADE
IPCA
+0,93 Mar.2021
Topo

Cooperativa do Paraná investe R$ 2,7 bi para construir maior frigorífico da América Latina

06/04/2016 11h40

SÃO PAULO - Está em andamento no Paraná a construção de um frigorífico de abate de suínos da cooperativa Frimesa no municípios do Oeste do Estado. De acordo com informações do governo do Estado, o investimento destinado para a obra será de  2,7 bilhões. Esse  será o maior frigorífico de abate de suínos da América Latina.

A estimativa do governo estadual é de que sejam gerados 8,5 mil empregos quando a unidade atingir a capacidade máxima. Destes, 5,5 mil serão empregos diretos. Após a conclusão de todas as etapas produtivas, a capacidade de abate da nova unidade será de 15 mil animais por dia. 

O novo empreendimento deve ser incluído no programa Paraná Competitivo, que concede incentivos fiscais e outros benefícios para novos investimentos no Estado.

O investimento total será dividido em R$ 1 bilhão para o frigorífico e R$ 1,2 bilhão para a construção de fábrica de rações, produtoras de leitões e terminadores. Além de empregos, a nova unidade deverá gerar R$ 140 milhões em impostos municipais, estaduais e federais, ainda no primeiro estágio. Já com a unidade operando em capacidade máxima, a previsão é que o montante chegue a R$ 370 milhões ao ano. 

A Frimesa e as cinco cooperativas filiadas têm mais de 40 mil cooperados na região Oeste do Paraná – são 4,8 mil produtores de leite e mil produtores de suínos. O faturamento em 2015 foi de R$ 15,6 bilhões. Juntas, elas exportam juntas mais de US$ 70 milhões.