Bolsas

Câmbio

Abertura de contas bancárias pela internet pode facilitar fraudes

SÃO PAULO – O Banco Central do Brasil anunciou na segunda-feira que os bancos agora estão autorizados pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) a abrir e fechar contas corrente e contas poupança pela internet. Isso facilita muito o acesso do consumidor, além de diminuir a burocracia e o tempo gasto com essas atividades. Mas, segundo a Proteste Associação de Consumidores, a possibilidade ainda deve ser vista com cautela.

Embora o regulador brasileiro tenha estabelecido a obrigatoriedade de procedimentos tecnológicos de segurança, como identificação por imagem e voz, a Proteste faz a ressalva de que qualquer procedimento realizado por meios eletrônicos aumenta a probabilidade de fraudes e uso indevido de dados. "É preciso garantir que dados não sejam usados indevidamente por terceiros para abrir conta em nome do consumidor", observa Maria Inês Dolci, coordenadora institucional da entidade. Dependerá das próprias instituições financeiras garantir a segurança de seus clientes por meio dessas ferramentas.

Como medidas de segurança, há algumas providências que devem ser tomadas. A chefe do Departamento de Normas do Banco Central, Silvia Marques, cita mecanismos como a checagem de local onde está o novo cliente por meio de GPS, análise de quanto tempo existe a conta de e-mail da pessoa, entre outros.

Com exceção da flexibilidade do comparecimento presencial a uma agência, de acordo com o Banco Central, todas as demais regras para a abertura de contas bancárias continuarão em vigor. 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos