Bolsas

Câmbio

O número máximo de horas que você pode trabalhar, segundo a ciência

SÃO PAULO – No início deste mês, a ex-CEO do Yahoo, Marissa Mayer, disse que costumava trabalhar 130 horas por semana - aproximadamente 18 horas e meia de trabalho por dia sem descansar aos finais de semana. De acordo com a ciência, porém, isso é extremamente prejudicial à saúde.

De acordo com um estudo publicado recentemente pela American College of Occupational and Environmental Medicine (ACOEM), trabalhar mais de 45 horas por semana durante 10 anos ou mais pode aumentar os riscos de doenças cardiovasculares, como ataques cardíacos.

Segundo o estudo, o risco aumentou em cerca de um por cento para cada hora trabalhada semanalmente acima do limite de 45. "Em comparação com pessoas que trabalharam uma média de 45 horas por semana por 10 anos ou mais, o risco de doenças cardiovasculares no geral aumentou 16 por cento para aqueles que trabalharam 55 horas por semana e 35 por cento para aqueles que trabalharam 60 horas por semana", disse o estudo.

Com uma base de pesquisa de mais de 1.900 pessoas, o estudo foi o primeiro a mostrar um efeito responsivo ao número de horas trabalhadas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos