PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Cielo opera com ganhos após registrar lucro de R$ 431,2 milhões no 2º trimestre

24/07/2019 10h31

As ações da Cielo (SA:CIEL3) operam com ganhos de 1,19% a R$ 6,83 na parte da manhã desta quarta-feira na bolsa paulista. A companhia divulgou na noite de ontem os números do segundo trimestre do ano, que mais uma vez acusou os efeitos da crescente concorrência no mercado de meios de pagamentos no Brasil com uma nova rodada de lucro e receitas cadentes.

A líder em adquirência de cartões no país anunciou nesta terça-feira que seu lucro do período somou 431,2 milhões de reais, queda de 33,3% em relação ao mesmo período do ano passado. O número também veio abaixo da previsão média de analistas consultados pela Refinitiv, de 492 milhões de reais.

Apesar do aumento de 8,9% do volume financeiro capturado por seus terminais de pagamentos e de 14,4% da base de clientes, para 1,4 milhão, ambas no comparativo anual, a receita líquida encolheu 4,4%, para 2,8 bilhões de reais, "refletindo a adequação da precificação em face da intensificação do ambiente competitivo", afirmou a companhia no relatório de resultados.

Assim, o resultado medido pelo Ebitda, somou 748,7 milhões de reais, recuo de 34,7% no comparativo anual e menor do a previsão dos analistas, de 901,5 milhões de reais. A margem Ebitda da Cielo, de 26,7%, mostrou uma queda de 12,4 pontos percentuais no comparativo ano a ano e de 2,8 pontos na base sequencial.

A Mirae Assert avalia que, no geral, o resultado foi fraco e abaixo da expectativa de mercado. Mesmo a empresa tendo aumentado a sua participação de market-share, a concorrência ainda continua forte e as despesas elevadas. A corretora segue recomendando a compra