PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Copel deixa venda de fatia da Compagas para o primeiro semestre de 2021

29/08/2019 12h21

A Copel (SA:CPLE6) espera que até o primeiro semestre de 2021 tenha concluído a venda de sua participação na Compagas, distribuidora de gás do Paraná. As declarações foram dadas por Daniel Slaviero, presidente da estatal de energia paranaense, e publicadas no Valor desta quinta-feira.

Por volta das 11h30 desta quinta-feira, as ações da estatal operavam com alta de 1,99% a R$ 50,29.

O jornal destaca que a venda da distribuidora é um processo complexo, uma vez que ainda depende da renovação da concessão, que termina em 2024. Outro ponto delicado é a discussão de uma lei estadual que antecipou o prazo final do contrato para janeiro de 2019. Desde o início do ano, a distribuidora de gás vem operando por meio de liminar.

Durante evento com investidores e analistas da Apimec, Slaviero explicou que a renovação da concessão é o ponto de partida falar no desinvestimento da Compagas. Ele disse ainda que a companhia já negocia com o governo estadual uma nova concessão.

O executivo lembrou ainda que a Agepar criou um grupo para discutir a questão do gás, que deve resultar em políticas e diretrizes que nortearão os cálculos do novo contrato de concessão da Compagas, como quais investimentos e outorga serão necessários.

Com a venda da Compagas "travada", a Copel (SA:CPLE6) está agora de olho em concluir até março do ano que vem o desinvestimento das operações de telecom, com a elaboração do modelo de venda que deve acontecer por meio de leilão na B3.

Atualmente, a Copel (SA:CPLE6) tem 51% da empresa, enquanto Gaspetro e Mitsui têm, cada uma, 24,5% da distribuidora de gás.