PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Minério de ferro tem nova valorização e encerra a quinta-feira com ganhos de 3,74%

12/09/2019 08h27

A jornada desta quinta-feira foi marcada pela forte valorização dos contratos futuros do minério de ferro, que são negociados na bolsa de mercadorias de Dalian, na China. O ativo de maior liquidez, com data de vencimento para janeiro do próximo ano, encerrou a 680,00 iuanes por tonelada, com uma variação diária de 24,50 iuanes. Os ganhos foram de 3,74% em relação ao valor de liquidação da véspera, que foi de 655,50 iuanes por tonelada.

No mesmo sentido, a sessão também foi de ganhos para os papéis futuros do vergalhão de aço, que são transacionados na bolsa de mercadorias de Xangai, também na China. O contrato de maior volume de negócios, de janeiro de 2020, somou 73 iuanes para 3.549 iuanes por tonelada. Já o segundo mais líquido, com entrega em outubro, avançou 42 iuanes para 3.841 iuanes por tonelada.

O presidente norte-americano, Donald Trump, disse nesta quarta-feira que os Estados Unidos concordaram em adiar, de 1 para 15 de outubro, o aumento das tarifas sobre 250 bilhões de dólares de importações chinesas, "como um gesto de boa vontade".

Trump disse que o adiamento foi "a pedido do vice-primeiro-ministro da China, Liu He, e devido ao fato de que a República Popular da China comemorará seu 70º aniversário". As tarifas irão subir de 25% para 30% sobre o valor dos bens.

O presidente dos EUA, Donald Trump, saudou na quarta-feira a decisão da China de isentar alguns medicamentos e outros produtos anticâncer dos EUA de suas tarifas e, em troca, anunciou um curto adiamento nos aumentos de tarifas programados para atingirem bilhões de dólares em produtos chineses.

A China anunciou na quarta-feira seu primeiro lote de isenções tarifárias para 16 tipos de produtos norte-americanos, incluindo alguns medicamentos anticâncer e lubrificantes, de acordo com comunicado do Ministério das Finanças publicado na internet.

*Com Reuters