PUBLICIDADE
IPCA
+0,53 Jun.2021
Topo

Benndorf troca CVC por Movida e inclui Rumo na carteira da 2ª quinzena do mês

18/11/2019 11h10

A Benndorf Research atualizou nesta segunda-feira a carteira de ações recomendada para os 15 últimos dias do mês. Além dos rebalanceamentos tradicionais, a casa de análises também realizou modificações, com a troca de CVC (SA:CVCB3) por Movida (SA:MOVI3) e a entrada dos ativos da Rumo Logística (SA:RAIL3).

A casa de análises aponta que estava correta quanto à manutenção da seleção de ações e mesmo com o stop em CVC (SA:CVCB3) alcançamos +2,09% de valorização contra -0,62% do IBOV. No ano a careteira tem ganhos de 59,62% contra 21,25% do IBOV, gerando 31,65% de delta.

A equipe espera alguma aceleração do PIB no início de 2020, possibilitando a migração para alguns setores mais cíclicos, ainda observando "ventos contrários" no plano internacional com um crescente risco político na América do Sul e possível volatilidade proveniente das negociações sino-americanas (os mercados subiram no grito e ambos os governos precisam entregar algum avanço nas próximas semanas).

Movida (SA:MOVI3) no lugar de CVC (SA:CVCB3)

"Aumentamos a nossa exposição no grupo JSL (SA:JSLG3) / MOVIDA com a compra de MOVI3 (SA:MOVI3) após o stop de proteção em CVCB3 (SA:CVCB3) (pontual). Vemos o grupo exposto aos drivers positivos atuais com os juros no piso histórico e recuperação da atividade em 2020 sustentando os bons resultados observados até o momento. MOVI3 segue descontada em relação aos pares imediatos (RENT3 (SA:RENT3) e LCAM3 (SA:LCAM3)) e pode buscar a diferença nas próximas semanas (3T19 FORTE pode diminuir a necessidade de desconto frente as demais empresas do setor). Recomendamos compras moderadas com alvo nos $19,50 e stop a partir dos $14,00 reais".

Compra de Rumo (SA:RAIL3)

"Aumentamos a diversificação do portfólio para o nosso teto de posição com 12 ações para a segunda quinzena de novembro. A empresa confirmou o momentum positivo no 3T19 com uma desalavancagem sequencial nos últimos trimestres, aumento nos volumes transportados e aumento de margens com todos esses fatores contribuindo para uma alavancagem operacional. Vemos grandes probabilidades da renovação da concessão da malha paulista até o final de 2019. Recomendamos compras moderadas com alvo nos $27,50 e stop a partir dos $22,00".

Composição: 10%: B3, EZTEC (SA:EZTC3) e Sinqia; 9%: Lojas Renner (SA:LREN3); 8%: JSL (SA:JSLG3), Movida (SA:MOVI3), Tupy (SA:TUPY3), IRB (SA:IRBR3) e Rumo (SA:RAIL3); 7%: Petrobras (SA:PETR4), Minerva (SA:BEEF3) e Bradeco.