PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Petróleo em alta com esperanças de avanço comercial entre EUA e China

26/11/2019 14h15

As cotações do petróleo estavam em alta nesta terça-feira, com comentários otimistas dos Estados Unidos e da China, que mantiveram vivas as esperanças de que as duas maiores economias do mundo cheguem a um acordo em breve para resolver sua guerra comercial.

O petróleo WTI subia US$ 0,29 para US$ 58,3 por barril 10h57 (horário de Brasília) após subir 0,4% na segunda-feira.
Os futuros do Brent subiam US$ 0,30 para $ 62,88, após subir 0,4% na sessão anterior.
Os principais negociadores comerciais da China e dos Estados Unidos fizeram um conference call na manhã desta terça-feira, disse o Ministério do Comércio da China, enquanto os dois lados tentam estabelecer um acordo preliminar da "primeira fase" em uma guerra comercial que se arrasta há 16 meses.
"A cotação do petróleo tende a estar fortemente correlacionado aos fluxos de notícias das negociações comerciais", disse Stephen Innes, estrategista-chefe de mercado asiático da AxiTrader. "O otimismo em relação ao acordo comercial permanece favorável aos preços".
O jornal chinês Global Times, apoiado pelo Estado, declarou em seu feed do Twitter na segunda-feira, que os dois países estão muito próximos de um acordo comercial da "primeira fase", mas observou que Washington e Pequim não chegaram a um acordo sobre detalhes ou o tamanho das reversões de tarifas sobre produtos chineses.
A insistência de Pequim em que Washington reverta as tarifas do governo Trump tem sido um grande ponto de discórdia.
Pelo lado da oferta, os negociadores de energia aguardavam relatórios semanais de inventário do Instituto Americano de Petróleo (API, sigla em inglês), um grupo do setor e da Administração de Informações sobre Energia dos EUA (EIA, sigla em inglês).
A API está programada para liberar seus dados para a última semana às 18h30 na terça-feira, e o relatório semanal da AIA deve ser entregue às 12h30 na quarta-feira.
-- Reuters contribuiu com esta notícia

PUBLICIDADE