PUBLICIDADE
IPCA
+0,53 Jun.2021
Topo

Benndorf atualiza carteira para segunda quinzena do mês com três modificações

16/12/2019 11h35

A Benndorf Research atualizou nesta segunda-feira a carteira de ações recomendada para os 15 últimos dias de dezembro. Além dos rebalanceamentos tradicionais, a casa de análises também realizou modificações, com as saídas de Minerva (SA:BEEF3), BRF (SA:BRFS3) e Petrobras (SA:PETR4), com as entradas de Azul (SA:AZUL4), Iguatemi (SA:IGTA3) e Vale (SA:VALE3).

Na primeira quinzena, as recomendações resultaram ganhos de 5,62%, contra um avanço de 4,00% do Ibovespa. Assim, no ano. Para os analistas, apesar do resultado satisfatório, foi vista uma carteira operando abaixo do potencial de mercado com uma configuração mais defensiva e preparada para um cenário internacional mais adverso (algo que não ocorreu).

Dessa maneira, os analistas realizaram ajustes de expectativas em relação ao fluxo internacional (commodities / potencial de valorização) e substituíram algumas exportadoras para focar no consumo interno.

Trocas:

Azul (SA:AZUL4) entrando no lugar de Minerva (SA:BEEF3)

"Estamos ingressando com AZUL4 (SA:AZUL4) nesta quinzena após um stop gain (correto) de +65,00% em BEEF3 (SA:BEEF3). A queda do risco Brasil (CDS nas mínimas), melhora no risco emergente, e um dollar index mais fraco podem abrir mais espaço para leves valorizações do Real e colaborar para o setor aéreo no curto a médio prazo. Esse fato, combinado à boa dinâmica setorial já observada, abrem espaço para uma compra em AZUL4 neste final de ano. No âmbito técnico, vemos sinais de força com o rompimento de uma resistência importante liberando upside para o papel nos gráficos semanais. Recomendamos compras com alvo nos $68,00 e stop na perda dos $48,00".

Iguatemi (SA:IGTA3) entrando no lugar de BR Foods (SA:BRFS3)

"Observamos um cenário consideravelmente pesado nas proteínas nas duas primeiras semanas do mês com um revés no fluxo de BRFS3 (SA:BRFS3) cancelando o gatilho técnico de compra observado em no início do mês. Não concordamos com o movimento, entretanto vamos respeitar o cenário técnico mais pesado e liberar espaço para focar no consumo interno brasileiro. No lugar estamos adicionando IGTA3 (SA:IGTA3) com compras moderadas, stop na perda dos $44,00 e alvo inicial nos $57,00. Após um 3T19 mais fraco em relação aos pares (causado por alguns fares não recorrentes), esperamos melhora no 4T19 com um portfólio premium gerando vantagens competitivas relevantes, espaço para melhorar os índices de ocupação, vendas e alugueis em 2020".

Troca de Petrobras (SA:PETR4) por Vale (SA:VALE3)

"Apesar de pontual, a venda de participação do BNDES deve gerar alguma pressão no curto prazo e estamos trocando momentaneamente a posição por VALE3 (SA:VALE3). Vemos um momentum similar e bom para VALE3 com a empresa reduzindo gradualmente os riscos e impactos de Brumadinho e observando certa melhora de cenário para as commodities no curto prazo (minério de ferro apresentando um forte pull back). Elevando a atratividade desse case, esperamos uma retomada gradual dos dividendos a partir de 2020. Recomendamos compras moderadas com alvo nas máximas recentes (alvo inicial) e stop na perda dos $45,00".

Composição: JSL (SA:JSLG3), Rumo (SA:RAIL3), B3, Iguatemi (SA:IGTA3), Randon (SA:RAPT4), Lojas Renner (SA:LREN3), EZ Tec, Sinqia, Itaúsa (SA:ITSA4); Vale (SA:VALE3); Banco Inter (SA:BIDI4) e Azul (SA:AZUL4).