PUBLICIDADE
IPCA
1,35% Dez.2020
Topo

Eucatex volta a registrar alta de mais de 50% e volume acima da média

17/12/2019 14h22

A exemplo do que aconteceu na véspera, as ações da Eucatex (SA:EUCA4) são mais uma vez negociadas com forte valorização, e volume muito acima da média, na tarde desta terça-feira, sem nenhum motivo aparente ou divulgação de fatos relevantes e comunicado ao mercado.

Por volta das 12h40, as ON (SA:EUCA3) eram negociadas com avanço de 51,07% a R$ 26,06, sendo que na na segunda-feira os ativos fecharam com alta de 60,47%. O volume de negócios também está acima da média de três meses, que é de 2,8 mil contratos, sendo que hoje é de 24,8 mil. Em reais, o montante desta terça-feira supera os R$ 650 mil.

Em dezembro, o resultado acumulado é de 92,96% e de 177,13% em 2019.

No caso das preferenciais (SA:EUCA4), a alta é de os ganhos são de 6,25% a R$ 7,14, com um volume de negócios de 346,3 mil contratos, contra média de 83,46 mil nos últimos três meses. No acumulado do mês, a valorização é de 14,24% e de 65,66% no ano.

No começo do mês, a Eucatex (SA:EUCA4) respondeu à um questionamento da B3 sobre uma variação atípica de volume e ações da companhia no final de novembro. A companhia informou que desconhecia os motivos e a razões que levaram o mercado a realizar negócios envolvendo as ações.

Controle societário

A Eucatex é controlada pela família Maluf, que possui 59,8% do capital votante. Os filhos do político Paulo Maluf comandam a diretoria, com Flavio Maluf como presidente e Otavio Maluf no cargo de vice-presidente. Ambos estão em cargos idênticos no conselho da companhia, que conta ainda com ex-ministro da Fazenda do período militar Antonio Delfim Netto e o ex-ministro da Indústria do governo Lula, Miguel Jorge.
O restante dos sócios incluem fundos estrangeiros, com 40% do capital votante, e 0,2% nas mãos de pessoas físicas.