Bolsas

Câmbio

Investigação de crimes ambientais no Vietnã: Anunciadas audiências públicas

The Wildlife Justice Commission

Os dados abaixo são de responsabilidade das empresas envolvidas e não são produto jornalístico do UOL

HAIA, Países Baixos, 15 de setembro de 2016 /PRNewswire/ -- Depois de investigar por um ano o núcleo de tráfico de animais selvagens Nhi Khe, Vietnã, a Wildlife Justice Commission vai realizar uma Audiência Pública nos dias 14 e 15 de novembro de 2016 no Palácio da Paz em Haia, Países Baixos.

(Foto: http://photos.prnewswire.com/prnh/20160912/406563 )

US$ 53,1 milhões em partes e produtos de rinocerontes, elefantes e tigres foram traficados através de uma rede criminosa formada por 51 indivíduos.

Nosso arquivo do caso (Mapa dos Fatos), mais de 5.000 páginas além de áudio/vídeos, foi apresentado ao Vietnã em janeiro de 2016 e à China em fevereiro de 2016 . Depois de múltiplas visitas, nossos investigadores observaram diretamente:

- US$ 42,7 milhões de chifres de rinocerontes, US$ 6,8 milhões de marfim, US$ 3,6 milhões de partes de tigres

- De até 907 elefantes, 579 rinocerontes, 225 tigres

- Pangolin, urso, tartaruga-de-pente e calau

- 579 rinocerontes - o equivalente à metade dos rinocerontes caçados na África do Sul em 2015

- Um alarmante aumento no comércio ilegal de tigres

- A expansão de Nhi Khe como um centro de comércio através das redes sociais: WeChat e Facebook

- Provas incluem 17 contas bancárias chinesas, usadas pelos traficantes para receber pagamentos de compradores chineses

Olivia Swaak-Goldman, Diretora Executiva, Wildlife Justice Commission, falou:

"Fornecemos às autoridades vietnamitas um arquivo detalhado com todo o necessário para processar esses criminosos e terminar com a operação. Oferecemos assistência e trabalhamos com acionistas para encorajar a ação das autoridades vietnamitas, mas até agora, nada aconteceu. A escala da criminalidade envolvida simplesmente não pode ser ignorada.

Queremos ativar a justiça em um espírito de colaboração, mas na ausência de ação não temos outra escolha a não ser apresentar nossas provas em um fórum público global."

Apesar da grande quantidade de provas, preparadas por profissionais da justiça para serem usadas pelas autoridades judiciais vietnamitas, uma forte pressão diplomática e a participação de investidores internacionais, o governo vietnamita não tomou nenhuma ação decisiva para encerrar essa rede criminosa.

Em contraste, as autoridades na China - o principal mercado para esses produtos - indicaram que estão levando o caso a sério e começaram uma investigação preliminar.

Provas da investigação, especialistas e testemunhas serão ouvidas nos dois dias por um painel imparcial e independente de cinco membros internacionais de nosso Accountability Panel .

A Wildlife Justice Commission trabalha globalmente: mais cinco investigações estão sendo realizadas, outras estão sendo revisadas. Uma recente investigação na Malásia levou à prisão de 12 traficantes.

Mais detalhes em http://www.wildlifejustice.org/news/

To view the original version on PR Newswire, visit: http://www.prnewswire.com/news-releases/investigacao-de-crimes-ambientais-no-vietna-anunciadas-audiencias-publicas-300328056.html

FONTE The Wildlife Justice Commission

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos