PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Mais de 500.000 trabalhadores dos Correios nos Estados Unidos demonstram solidariedade com as reclamações dos funcionários dos Correios brasileiros e Postalis contra BNY Mellon

Law Office of Bart S. Fisher

19/10/2017 16h30

WASHINGTON, 19 de outubro de 2017 /PRNewswire/ -- A Association of Letter Carriers, American Postal Workers Union e National Postal Mail Handlers Unions, que representam os trabalhadores do serviço de Correios dos Estados Unidos, juntaram-se em solidariedade com os trabalhadores dos Correios do Brasil, que parecem ter sido vítimas de fraude e má conduta do BNY Mellon Bank DTVM. Postalis, o fundo de pensão dos trabalhadores dos Correios do Brasil é representado pelo Escritório Jurídico de Bart S. Fisher.

Recentemente foram publicadas três cartas consecutivas dos Presidentes dos Sindicatos dirigidas ao escritório central da Organização para Cooperação Econômica e Desenvolvimento (OCDE) no Brasil, ao contato da OCDE no Departamento de Estado dos EUA e ao Procurador-Geral do Estado de Nova York, Eric Schneiderman.

Em uma declaração conjunta, os Presidentes dos Sindicatos afirmaram:

"Escrevemos como representantes de cerca de 500.000 trabalhadores do Serviço Postal dos EUA. Escrevemos em solidariedade a mais de 115.000 trabalhadores postais do Brasil, que parecem ter sido vítimas de fraude e má conduta pelo BNY Mellon Bank DTVM. Estes colegas brasileiros, que pertencem a sindicatos afiliados, assim como os nossos sindicatos, ao UNI Global Union, nossa federação de sindicatos, nos procuraram em busca de assistência. Escrevemos a vocês em nome deles.

"O fundo de previdência dos trabalhadores brasileiros, Postalis Instituto de Previdência Complementar ("Postalis"), moveu uma ação judicial contra a BNY Mellon DTVM, afiliada da BNY Mellon de Nova York, alegando séria fraude que causou perdas de cerca de US$1,5 bilhão entre 2011 e 2015. A ação também acusa a subsidiária da DTVM de sobrecarregar o fundo de previdência com despesas excessivas, cobranças excessivas de taxas, e de violar quatro princípios fundamentais das Diretrizes da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) para Empresas Multinacionais, que se aplicam à BNY Mellon e demais empresas nos EUA.

"Postalis também é representado por advogados nos EUA (Bart S. Fisher do escritório de advocacia Bart S. Fisher de Washington, D.C.). Escrevemos para solicitar encarecidamente sua atenção a este caso, e que se reúna com o Sr. Fisher e seus clientes brasileiros sobre este assunto quando estiverem em Washington no fim deste mês. Como deixa claro este relatório da Bloomberg Businessweek, a fraude no Postalis é o ponto central de um dos piores escândalos de fundos de previdência da história: ( http://www.pionline.com/article/20160906/ONLINE/160909929/brazils-biggest-pension-funds-targeted-in-new-fraud-probe ).

"Caso sejam provadas, as ações da BNY Mellon em relação ao Postalis mancharão seriamente a reputação da indústria de serviços financeiros dos EUA, e causarão sérios danos à economia global caso os responsáveis não sejam punidos. Solicitamos encarecidamente que se reúna com o Sr. Fisher, e que dê continuidade às suas solicitações de forma contundente."

PDF - http://mma.prnewswire.com/media/586973/Bart_S_Fisher_US_Postal_letter_Att_Gen_PORT.pdf  

PDF - http://mma.prnewswire.com/media/586974/Bart_S_Fisher_US_Postal_letter_OECD_US_PORT.pdf  

PDF - http://mma.prnewswire.com/media/586975/Bart_S_Fisher_US_Postal_letter_OECD_Brazil_PORT.pdf   

FONTE Law Office of Bart S. Fisher

PUBLICIDADE