ipca
-0,09 Ago.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Programas de "monitoramento solidário" colaboram com prevenção contra roubos

SegurançAjato.com

07/02/2018 11h19

RIO DE JANEIRO, 7 de fevereiro de 2018 /PRNewswire/ -- Com o aumento da criminalidade não só nas grandes cidades, como também no interior dos estados, a população busca por alternativas para segurança sem a dependência do poder público. Atualmente, com o avanço da tecnologia em CFTV, surgem diversos modelos de "monitoramento solidário", onde as imagens de diversas câmeras de segurança são compartilhadas entre os moradores da mesma rua ou bairro.

O principal exemplo deste novo modelo de videomonitoramento está na cidade de São Paulo, onde o projeto City Câmeras, da prefeitura municipal, completou um ano. O City Câmeras utiliza a parceria com o comércio e moradores da cidade para ampliar sua área de monitoramento. Nesse projeto, o comando da Guarda Civil Metropolitana recebe as imagens das câmeras de monitoramento dos órgãos de segurança, além das imagens de câmeras residenciais e comerciais, enviadas via internet e salvas em nuvem. Todos os parceiros tem direito a uma senha de acesso, que permite visualizar as imagens das câmeras em tempo real através de seu computador ou celular. A ideia da prefeitura é integrar 10 mil câmeras até 2020.

Uma maior participação popular na vigilância, aliado a equipamentos de monitoramento de última geração, já trouxeram excelentes resultados para a cidade paulista de Vinhedo, considerada a "cidade mais segura do Brasil". Modelos de sucesso como esses despertaram o interesse das fabricantes de equipamentos CFTV, que passaram a oferecer soluções completas para grupos que desejem compartilhar as imagens das câmeras. Segundo Cezar Loureiro, da SegurançAjato.com , há serviços de nuvem específicos para CFTV, que facilitam o acesso e visualização das imagens, através da internet.

"Os valores estão muito mais acessíveis para o grande público em comparação há alguns anos atrás. Além disso a qualidade das imagens são superiores, com resolução HD e transmissão online. Com baixo investimento é possível montar um sistema simples, com uma ou duas câmeras na frente de sua residência, podendo visualizar a hora que quiser em seu celular. Unindo os interesses de um grupo de moradores, com a tecnologia do CFTV, os ganhos em prevenção são perceptíveis já em curto prazo", explica Loureiro.

Contato: Daniel Monteiro - (21) 3993-1862

FONTE SegurançAjato.com

RIO DE JANEIRO, 7 de fevereiro de 2018 /PRNewswire/ -- Com o aumento da criminalidade não só nas grandes cidade","image":"","date":"07/02/2018 13h25","kicker":"PR Newswire"}}' cp-area='{"xs-sm":"49.88px","md-lg":"33.88px"}' config-name="economia/economia">

Mais Economia