Bolsas

Câmbio

Em 8 anos, escritório brasileiro da Agência Holandesa de Investimentos (NFIA) já responde por 1/3 dos investimentos da América Latina na Europa

Agência Holandesa de Investimentos (NFIA)

Os dados abaixo são de responsabilidade das empresas envolvidas e não são produto jornalístico do UOL

Ao completar 40 anos no mundo e 8 de Brasil, a NFIA anuncia oportunidade para pequenos e médios negócios brasileiros aos Países Baixos, incluindo empresas de tecnologia que usam a Holanda como HUB para seus negócios internacionais, devido à excelente conectividade com o resto do mundo SÃO PAULO, 5 de junho de 2018 /PRNewswire/ -- Quais são as oportunidades de negócios para empresas brasileiras na Europa? Muitas, segundo a Agência de Investimentos Estrangeiros na Holanda (NFIA, na sigla em inglês), que completa 40 anos de atividades atraindo companhias e investidores para impulsionar seus negócios em um dos cenários mais avançados e atraentes para vários tipos de atividades -  do setor de saúde ao agronegócio, passando por logística, tecnologia da Informação ou aeroespaço. Instalada no Brasil desde 2010, a NFIA confere especial importância ao país: aqui se encontra a única sede desta entidade do governo holandês em toda a América Latina.

"O Brasil é responsável por 1/3 de todos os investimentos provenientes da América Latina na Europa, o que explica seu papel de destaque em nosso cenário econômico e nos levou a instalar uma sede da NFIA em São Paulo para dinamizar e facilitar essas atividades", explica Robbert Meijering, diretor responsável da entidade, ligada ao Ministério de Assuntos Econômicos.

"A Holanda é um ótimo hub, tendo o porto de Roterdã como o maior ponto de entrada para toda a economia da Europa. E o aeroporto de Amsterdã-Schiphol é o segundo maior em conectividade da Europa, só perdendo para o de Frankfurt, mas superando Paris, Londres e Munique, por exemplo, além de oferecer voos diretos para São Paulo, Rio de Janeiro e Fortaleza", destaca Meijering. "Após a criação da União Europeia, o clima de negócios melhorou sensivelmente, impulsionando o livre mercado, a ponto de hoje a NFIA manter, além de sua sede em Haia, 27 escritórios espalhados pelo planeta", acrescenta o diretor. O balanço é significativo: desde sua criação, em 1978, a NFIA já ajudou e orientou mais de 4 mil empresas de 50 países a se instalarem ou expandirem seus negócios na Holanda. 

Para este momento, Meijering destaca "a chegada de pequenos e médios negócios brasileiros aos Países Baixos, incluindo empresas de tecnologia que usam a Holanda como HUB para seus negócios internacionais, devido à excelente conectividade com o resto do mundo". 

A NFIA aponta algumas áreas-chave que atraem maior número de investidores globais: saúde e ciências da vida (ramo que estuda organismos e micro-organismos), agronegócio, logística, tecnologia da Informação (TI), química, sistemas de alta tecnologia, criatividade, energia e aeroespaço. "Priorizamos esses setores porque neles a integração Governo-Universidades-Empresas é mais sólida, nos ajudando a atrair as melhores empresas de cada ramo", justifica Meijering. A NFIA expõe detalhes do cenário de negócios na Holanda, recebendo apoio da rede diplomática para impulsionar e concretizar os intercâmbios surgidos a partir dessas iniciativas.

Inspirada na cor nacional dos Países Baixos (laranja, em homenagem à Casa de Orange-Nassau), a NFIA resume assim suas atividades: "Estendemos o tapete laranja a vocês, oferecendo serviços grátis e confidenciais para iniciar, impulsionar e expandir sua empresa na Holanda".

Sobre NFIA --- A Agência de Investimento Estrangeiro da Holanda --- NFIA (sigla em inglês para Netherlands Foreign Investment Agency) possui 27 escritórios em 17 países, sendo um deles o Brasil, no qual está presente desde 2010. Em sua trajetória, ajudou mais de 4 mil empresas de cerca de 50 países a expandirem seus negócios ou estabelecerem-se na Holanda. Entre elas, estão Boeing, Tesla, Oracle, Medtronic, Danone, Siemens, Huawei, SABIC e Samsung. Uma das missões centrais da NFIA é colocar setor de negócios continuamente na agenda política holandesa. Assim, age como um canal para as empresas estrangeiras compartilharem com o governo da Holanda seus pontos de vista e experiências, colocando os feedbacks nas mãos corretas para que possam ser considerados em futuras tomadas de decisão. 

Entre os serviços gratuitos e confidenciais da agência, está a orientação personalizada, que envolve, entre outras atividades, a familiarização com o país (qualidade de vida, cultura, educação); a apresentação de parceiros-chave (autoridades fiscais, alfandegárias e de imigração; agências de investimento regionais; empresas; prestadores de serviços); e o aconselhamento sobre procedimentos diversos (fiscais, governamentais, trabalhistas e de permissão). 

SPMJ Comunicaçòes, spmj@spmj.com.br, 11. 3289-2699

FONTE Agência Holandesa de Investimentos (NFIA)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos