Bolsas

Câmbio

Empreendedorismo

Enganada por mecânico, ex-bancária abre oficina de carros para mulheres

Larissa Coldibeli

Do UOL, em São Paulo

  • Divulgação

    Cerca de 65% dos clientes da oficina Meu Mecânico, da empreendedora Agda Oliver, são mulheres

    Cerca de 65% dos clientes da oficina Meu Mecânico, da empreendedora Agda Oliver, são mulheres

Depois de ser enganada por um mecânico e descobrir que desembolsou uma quantia alta por peças que não existiam em seu carro e por serviços desnecessários, a ex-bancária Agda Oliver, 31, resolveu estudar o básico de mecânica de automóveis e identificou uma oportunidade de negócio.

Desde 2010, ela deixou de lado a formação em sistemas de informação e a carreira de bancária para abrir a Meu Mecânico, oficina voltada para mulheres, em Brasília (DF).

"Fiz um curso básico de mecânica para nunca mais ser passada para trás, só não contava que iria adorar o assunto", declara. Agda Oliver é uma das finalistas do prêmio Sebrae Mulher de Negócios.

O resultado final será divulgado na quinta-feira (7), em premiação que irá reconhecer proprietárias de micro e pequenas empresas, participantes de negócios coletivos e empreendedoras individuais com histórias de superação.

Da ideia de negócio até a inauguração da oficina, foram dois anos de divergências com o marido e de preparação para administrar o empreendimento. "Eu queria usar a poupança que tinha com meu marido para investir na empresa, mas ele era contra porque o dinheiro era para dar entrada na nossa casa própria. Quando viu que eu não ia desistir da ideia, ele cedeu", conta.

Serviços de beleza como cortesia atraem clientes

A empresa possui paredes cor de rosa e oferece mimos para as clientes, como massagens, limpeza de pele, manicure e pedicure. A parceria com outros estabelecimentos ajuda a manter os clientes e divulga os serviços de outras empresas.

O sucesso se vê nos números: em 2010, o faturamento inicial era de R$ 20 mil e a empresa tinha apenas um funcionário. Hoje, ela fatura R$ 60 mil e já tem seis empregados. "No início, eu colocava a mão na massa. Fazia troca de óleo, de pastilha, de disco de freio, balanceamento. Agora, só cuido da administração e do marketing."

Mulheres ficam à vontade

Oliver diz que cerca de 65% dos clientes são mulheres e ela atribui isso ao ambiente e ao atendimento. "Temos três funcionárias e sempre há muitas mulheres aqui. Assim, elas não se sentem um peixe fora d'água. Explicamos quais são os problemas do carro, mostramos as peças, comparamos com outros porque sabemos que elas não têm muito conhecimento do assunto."

Outra iniciativa para familiarizar as mulheres com o ambiente da oficina mecânica é o projeto TPM – Terça Para Mulheres. Às terças-feiras, clientes que levam seus veículos para manutenção recebem serviços de beleza na própria oficina. "Quero que minhas clientes saiam poderosas, e não revoltadas e chateadas com o atendimento, como aconteceu comigo há alguns anos", afirma.

A empreendedora também mantém um blog e uma fan page no Facebook, em que dá dicas de manutenção e cuidados do veículo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos