ipca
-0,21 Nov.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Pão de Açúcar completa 65 anos, sem Diniz no comando; veja história

Do UOL, em São Paulo

07/09/2013 06h00

O grupo Pão de Açúcar completa 65 anos neste sábado (7). Pela primeira vez, a maior varejista do país não tem no comando um membro da família Diniz.

Ontem, o empresário Abilio Diniz anunciou sua saída da presidência do conselho do grupo. Ele afirmou que renunciava ao comando do grupo com emoção.

A empresa fundada pelo imigrante português Valentim dos Santos Diniz, pai de Abilio, começou como uma doceria, em 1948. Agora, a gigante do varejo está nas mãos do grupo francês Casino.

A história de sucesso do grupo acompanhou o desenvolvimento da economia brasileira nas últimas seis décadas.

Veja a seguir alguns dos momentos mais importantes da história do Pão de Açúcar:

- Tudo começou em 25 de novembro de 1929, quando o imigrante português Valentim dos Santos Diniz desembarcou no Brasil. Foi morar em São Paulo, onde trabalhou no comércio;

- O sonho do negócio próprio virou realidade 19 anos depois. Em 1948, Valetim criou a Doceria Pão de Açúcar, em São Paulo. O nome foi uma homenagem ao Brasil e à primeira paisagem que ele admirou ao chegar ao país de navio;

- Com o desenvolvimento dos negócios, em 1952 foram abertas duas filiais e, em 1959, foi inaugurado o primeiro supermercado da rede --em frente à doceria, na avenida Brigadeiro Luiz Antonio, nos Jardins, em São Paulo;

- Após a incorporação da cadeia Sirva-se, em 1965, a rede chegava a 11 lojas. No ano seguinte, é inaugurada em Santos a primeira loja fora da cidade de São Paulo. Em 1968, quando a rede já era composta por 64 lojas, foi criada a Divisão Internacional, com lojas em Portugal, Angola e Espanha;

- Na década de 1970, o grupo passou por uma grande expansão. Primeiro, houve a aquisição da rede Eletroradiobraz, então maior rede de eletroeletrônicos e eletrodomésticos do país. Teve também o lançamento da primeira geração de hipermercados do país, as lojas Jumbo;

- O primeiro hipermercado Jumbo foi inaugurado em Santo André, região do ABC Paulista, em 1971. Em 1978, o grupo adquiriu as redes de supermercados Superbom, Peg-pag e Mercantil;

- Além dos supermercados Pão de Açúcar e dos hipermercados Jumbo, novos formatos de loja são incorporadas na década de 1980: Sandiz, lojas de departamento; Minibox, mercearias de desconto; Superbox, loja depósito; e Peg & Faça, de bricolagem. Em 1981, a fusão de todas as lojas de varejo da rede formam a Companhia Brasileira de Distribuição (CBD);

- Ao final dos anos 1980, o grupo Pão de Açúcar decide fechar as lojas Jumbo. Em 1989, cria as lojas Extra para competir na área de hipermercados;

- Ainda no final dos anos 1980, a situação econômica e desentendimentos familiares levam a uma reestruturação do grupo. Em 1990, o primogênito da família, Abilio Diniz, assume a presidência, e Valentim dos Santos Diniz passa a ocupar o Conselho Administrativo. A reformulação inclui ainda redução do número de lojas e corte de funcionários;

- Em 1993, Abilio torna-se o acionista majoritário do grupo Pão de Açúcar, tendo ao seu lado os filhos Ana Maria Diniz e João Paulo Diniz. Os irmãos são afastados da empresa;

- Em 1995, o Pão de Açúcar faz sua oferta pública inicial de ações, na qual obteve US$ 112,1 milhões. Esta foi a primeira emissão de ações preferenciais de uma companhia varejista de alimentos na Bovespa;

- Em maio de 1997, foram captados US$ 172,5 milhões na Bolsa de Nova York. O Pão de Açúcar foi a primeira empresa varejista brasileira a listar ADRs (equivalente às ações negociadas na Bovespa) em Nova York;

- Adquire vários supermercados de bairros, voltados a classes populares, entre eles a rede Barateiro, em 1998, que daria origem ao CompreBem. Em 1999, adquire a rede Peralta;

- Em agosto de 1999, o grupo francês de varejo Casino torna-se sócio minoritário do grupo Pão de Açúcar, com 25% do total das ações;

- Em 2002, adquire a rede Sé de Supermercados e, no ano seguinte, associa-se à rede Sendas, líder do segmento no Estado do Rio de Janeiro;

- Em 2003, Abilio Diniz assume a presidência do Conselho de Administração da companhia, e Augusto Marques da Cruz Filho é eleito o primeiro presidente não pertencente a família fundadora;

- Em 2005, foi criada uma nova holding. Com isso, o controle do grupo Pão de Açúcar passou a ser compartilhado de forma igualitária (50% para cada um) entre Abilio Diniz e o grupo Casino;

- O grupo perde seu fundador em 17 de março de 2008. Valentim dos Santos Diniz morreu aos 94 anos;

- Em 2009, o Grupo Pão de Açúcar anuncia a compra da rede Ponto Frio. No mesmo ano, o grupo se une às Casas Bahia e se torna maior grupo de distribuição da América Latina;

- Em 2011, a disputa pelo controle da rede varejista ganhou os holofotes: Abilio Diniz tentou romper o acordo com o Casino ao propor uma fusão da companhia brasileira com o arquirrival da varejista francesa, o Carrefour. O Casino, como esperado, vetou o negócio, e a ofensiva da parte brasileira terminou em fracasso. O plano de fusão previa a união dos dois maiores grupos de distribuição brasileiros --o Pão de Açúcar e o Carrefour Brasil-- para criar um gigante avaliado em US$ 41,899 bilhões;

- O Casino --chefiado por Jean-Charles Naouri (-- assumiu o comando do Pão de Açúcar em agosto de 2012, numa troca que já era anunciada desde 2006, quando os franceses compraram o controle do grupo. O Casino investiu pela primeira vez na rede varejista em 1999, quando resgatou o grupo de dificuldades

- Em 6 de setembro de 2013, o empresário Abílio Diniz anunciou sua saída do Pão de Açúcar, após fechar acordo com o Casino. Com isso, a família Diniz põe fim a uma história de 65 anos na empresa.

Mais Economia