PUBLICIDADE
IPCA
0,25 Fev.2020
Topo

Protótipo brasileiro de app promete combater fraude em bomba de combustível

Shutterstock
Imagem: Shutterstock

Colaboração para o UOL, em Bauru (SP)

20/11/2015 06h00

Um protótipo de aplicativo desenvolvido em Bauru (interior de São Paulo) promete ajudar o motorista a evitar fraudes na hora de abastecer o carro. O sistema verifica se a quantidade de combustível indicada na bomba do posto corresponde à que foi realmente abastecida. Ainda não se sabe quando o app será produzido ou vendido.

Todo carro tem um sensor no tanque para indicar o nível de combustível no painel e alertar o motorista sobre a necessidade de reabastecer. O protótipo inclui um equipamento acoplado a esse sensor e faz a contagem exata de quantos litros entraram no tanque. A informação é observada por meio de um aplicativo no celular.

Usando Bluetooth, o usuário pode fazer a checagem a até 20 metros de distância.

Rodrigo Souza, professor do Senai de Bauru e coordenador do projeto, diz que a ideia surgiu da observação de fraudes em bombas. Segundo a Agência Nacional de Petróleo (ANP) de janeiro a outubro deste ano, só no Estado de São Paulo, foram feitos 35 autos de infração por irregularidades na bomba medidora.

O protótipo levou seis meses para ficar pronto, mas ainda não tem previsão de chegada ao mercado. Seu custo atual seria de R$ 137,50.

De acordo com Ademir Redondo, diretor do Senai Bauru, a ideia agora é patentear a criação. "É um projeto que possui mercabilidade. Vamos oferecer para as empresas automobilísticas que podem incluir o aplicativo como mais um item de série nos veículos."

Economia