Bolsas

Câmbio

Ouça o Giro UOL Economia com os destaques desta terça, 19 de janeiro

Do UOL, em São Paulo

Mercado financeiro

A Bovespa voltou a subir após dois dias de quedas. O Ibovespa fechou em alta de 0,32%, com 38.057,02 pontos.

O bom desempenho da Vale ajudou a manter o índice positivo. As ações da mineradora se valorizaram 1,29%, valendo R$ 7,04.

Já as ações da Petrobras fecharam em baixa de 2,92%, negociadas a R$ 4,66, o menor valor desde abril de 2003.

No mercado de câmbio, o dólar fechou em alta de 0,51%, cotado a R$ 4,055. É o maior valor de fechamento desde 29 de setembro, quando a moeda terminou valendo R$ 4,059.

Leia mais

 

Projeções pessimistas

O FMI reduziu a estimativa de expansão da economia mundial para este ano de 3,6% para 3,4%. De acordo com o fundo, a recessão no Brasil será um dos principais fatores para o desempenho abaixo do esperado.

Nas previsões do FMI para o Brasil, o corte foi ainda pior. A economia do país deve recuar 3,5% em 2016, 2,5 pontos percentuais a menos que o estimado no relatório anterior, e só voltaria a crescer em 2018.

Leia mais



China desacelerada

A economia da China cresceu 6,9% em 2015. O resultado ficou dentro do esperado, mas é o menor nível desde 1990, quando avançou 3,8%. O número mostra desaceleração em relação a 2014, quando o crescimento tinha sido de 7,3%.

O desempenho chinês preocupa investidores e causa instabilidade nos mercados. A economia menor, a queda nas Bolsas e a desvalorização da moeda local, o yuan, alimentam especulações sobre uma possível crise no país.

Leia mais

 

Petrobras  perde valor

A Petrobras foi a empresa listada no Ibovespa que mais perdeu valor de mercado desde que atingiu o ápice. O levantamento é da consultoria Economatica.

O melhor momento da estatal foi em 21 de maio de 2008, quando foi avaliada em R$ 510,3 bilhões. Na última segunda-feira (18), a petroleira passou a valer R$ 73,7 bilhões. Isso significa uma desvalorização de R$ 436,6 bilhões ou de 85,55% do valor de mercado.

Leia mais

 


Petróleo em queda

O volume de petróleo refinado no Brasil caiu pela primeira vez desde a crise internacional de 2008. Segundo a ANP (Agência Nacional do Petróleo), o país processou 724 milhões de barris em 2015, uma queda de 5,8% em relação a 2014.

Com isso, a produção de derivados de petróleo no Brasil também teve sua primeira queda anual desde 2008, com retração de 6,3% na comparação com 2014, totalizando 745 milhões de barris.

Leia mais
 

 

Em marcha lenta

Quem planeja conseguir uma aposentadoria do INSS neste ano vai precisar de paciência. A espera entre a data do agendamento e o atendimento chega a seis meses.

Os funcionários administrativos do INSS ficaram em greve entre julho e setembro de 2015. Os médicos peritos, que estão parados há quatro meses, anunciaram que devem voltar ao trabalho na próxima segunda.

Leia mais

 

Direitos do consumidor

A Secretaria Nacional do Consumidor, do Ministério da Justiça, multou as operadoras de telefonia Vivo e TIM em R$ 2,260 milhões e R$ 1,654 milhão, respectivamente. A entidade aponta "suposta enganosidade em promoções" e "violação aos princípios da boa-fé e da transparência".

A Secretaria também multou a Itaucard em R$ 532 mil pelo envio de cartões de crédito sem solicitação do consumidor. As empresas têm até 30 dias para pagar as multas.

Leia mais

 

Agenda

Amanhã acontece a reunião do Comitê de Política Monetária do Banco Central para decidir o novo patamar da taxa básica de juros, a Selic.

O BC também divulga o fluxo cambial, que representa o movimento de entrada e saída de dólares do país.
 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos