Ouça o Giro UOL Economia com os destaques desta sexta, 5 de fevereiro

Alexander Vestri

Do UOL, em São Paulo

Mercado financeiro

Depois de dois dias de alta, a Bolsa fechou em queda hoje de 0,56%, com 40.592,09 pontos. Apesar da baixa, o índice encerra a semana com valorização de 0,46%. No ano, acumula perda de 6,36%.

A queda das ações da Petrobras ajudou a puxar o Ibovespa para baixo. Os papeis da estatal caíram 4,02%, vendidos a R$ 4,54. Já as ações da Vale, que dispararam quase 15% ontem, tiveram desempenho modesto na sessão de hoje com alta de 0,52%, negociadas a R$ 7,79.

No mercado de câmbio, o dólar voltou a subir depois de duas quedas seguidas. A moeda teve alta de 0,41%, cotada a R$ 3,91. Na semana, o dólar acumula queda de 2,84%.

Leia mais

 

Corte  no Orçamento

O corte no Orçamento da União de 2016 para tentar cumprir a meta fiscal deste ano será menor do que o realizado no início de 2015, que foi de R$ 69,9 bilhões.

O valor final será decidido apenas na próxima semana pela presidente Dilma, mas técnicos do governo estimam que o bloqueio de gastos vai ficar na faixa de R$ 50 bilhões.

Leia mais

 

Inflação nas alturas

A inflação oficial no Brasil fechou janeiro em 1,27%, de acordo com o IBGE. O número mostra aceleração em relação a dezembro, quando havia ficado em 0,96%. É a taxa mais alta para o mês de janeiro desde 2003, quando havia atingido 2,25%.

No acumulado de 12 meses até janeiro, os preços tiveram alta de 10,71%.

Leia mais

 

Comer está caro

O preço dos alimentos e bebidas mais do que dobrou nos últimos dez anos, mostra cálculo da consultoria Tendências. Os dados apontam que a inflação do grupo de alimentação e bebidas foi de 124,12% entre fevereiro de 2006 a janeiro de 2016.

No mesmo período, o índice oficial da inflação aumentou 78,42%.

Leia mais

 

Indústria paulista regride

A produção da indústria do Estado de São Paulo caiu 11% em 2015 na comparação com o ano anterior. É o pior desempenho pela atual série histórica da pesquisa do IBGE, iniciada em 2003.

O balanço mostra que o volume de produção industrial do Estado regrediu aos níveis de setembro de 2003. Além disso, o resultado foi também pior do que a queda da produção industrial brasileira em 2015, que foi de 8,3%.

Leia mais

 

Mais gastos

O governo federal prevê arrecadar cerca de R$ 1 bilhão por ano com contrato para bancos operarem as contas-salário de servidores públicos federais, informou o Ministério do Planejamento.

As instituições credenciadas para essa tarefa vão pagar ao governo 1,03% sobre o salário líquido de cada remuneração creditada, sendo que esse valor não vai ser descontado da remuneração dos correntistas.

Leia mais

 

Bancos fechados

As agências bancárias fecham na segunda e na terça-feira, durante o Carnaval, e só voltam a abrir na quarta-feira de Cinzas ao meio-dia, de acordo com a Federação Brasileira de Bancos.

Carnês e boletos, e contas de consumo como água, energia e telefone que vencem nos dias 8 ou 9 de fevereiro podem ser pagos na quarta-feira sem juros ou multa.

Leia mais

 

Agenda

Na segunda-feira, o Banco Central divulga o relatório Focus, que ajuda o mercado a traçar projeções para a economia brasileira.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos