Bolsas

Câmbio

Vale tem maior prejuízo entre empresas na Bolsa desde 1986, diz consultoria

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução

O prejuízo da mineradora Vale em 2015 foi o maior já registrado por uma empresa brasileira com ações na Bolsa desde 1986, início da série histórica da consultoria Economatica.

A Vale divulgou, nesta quinta-feira (25), que reverteu o lucro de R$ 954 milhões de 2014 para prejuízo de R$ 44,213 bilhões no ano passado. Foi o primeiro prejuízo registrado pela Vale desde 1986.

Na análise, foram consideradas todas as empresas que tiveram ações negociadas na Bovespa desde 1986, mesmo aquelas que já fecharam capital.

Valor de mercado caiu 81%

O auge da Vale foi em 2008, quando a empresa tinha valor de mercado de R$ 322,9 bilhões.

Desde então, o valor da empresa caiu 81%. Em 22 de fevereiro deste ano, a mineradora valia R$ 60,3 bilhões. 

Setor bancário

A segunda maior perda, segundo a consultoria, foi a do Banco Nacional, em 1995 (R$ 26.455 bilhões), seguido pelo Banco do Brasil, em 1996 (R$ 24.806 bilhões).

O setor bancário é o que mais aparece entre os 20 maiores prejuízos (seis vezes) desde 1986. O segundo setor com maior presença é o de energia elétrica, que aparece quatro vezes.

Todos os valores foram ajustados pela inflação oficial (IPCA) até 31 de dezembro de 2015.

Desastre ambiental

A Vale é uma das donas da mineradora Samarco, responsável pelas barreiras que se romperam e devastaram o distrito de Bento Rodrigues, em Mariana (MG), no ano passado. 

Desde a tragédia, as ações da Vale têm caído na Bolsa. Os papéis são prejudicados também peço preço do minério de ferro, que têm apresentado instabilidade.

Polícia indicia ex-presidente da Samarco e mais seis pessoas

  •  

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos