Ouça o Giro UOL Economia com os destaques desta segunda, 31 de outubro

Vinícius Garcia

Do UOL, em São Paulo

Balanço do mês

A Bovespa fechou em alta de 0,96%, para 64.924,52 pontos. Esse é de novo o maior valor de fechamento desde abril de 2012. A alta foi puxada pelo desempenho positivo das ações dos bancos e da Embraer. A Bolsa encerra outubro com valorização de 11,23% e já acumula ganho de 49,77% no ano.

Já o dólar teve queda de 0,2%, cotado em R$ 3,19. A moeda terminou o mês com baixa de 1,9%. No ano, a desvalorização é de 19,2%.

Leia mais

 

Multas mais caras

As multas de trânsito vão ficar mais caras a partir de amanhã. Esse é o primeiro reajuste no preço das infrações em 16 anos. Os novos preços fazem parte de uma lei sancionada por Dilma em maio.

Dirigir falando no celular agora vai ser considerado como multa gravíssima e o valor a ser pago será de R$ 293,47. Quem atingir 20 pontos de multas na CNH vai ter que ficar pelo menos seis meses proibido de dirigir. O tempo mínimo anterior era de um mês.

Leia mais

 

Só que não

Mesmo com a nova política da Petrobras em reduzir o preço do combustível em 3,2% nas refinarias, o valor da gasolina subiu em 12 Estados. Isso só na semana passada.

O Estado de São Paulo deixou de ter a gasolina mais barata do Brasil depois do aumento de R$ 3,472 para R$ 3,48 por litro. O preço mais barato agora é do Distrito Federal, com R$ 3,465. O Estado com a gasolina mais cara é o Acre, com R$ 4,117 por litro.

Leia mais

 

Repatriação de recursos

Termina à meia-noite de hoje o prazo para regularizar recursos de origem lícita mantidos no exterior, mas não declarados à Receita, com desconto na multa.
O governo informou que já foram arrecadados R$ 45,8 bilhões com o processo, também conhecido como repatriação.
 

Leia mais

 

Altos e baixos

Economistas consultados pelo Banco Central melhoraram a estimativa da inflação em 0,1 ponto percentual. O índice baixou de 6,89% para 6,88%. Já a previsão de queda do PIB piorou de 3,22% para 3,3% em 2016.

A projeção para a inflação deste ano continua acima do limite da meta do governo, de 4,5%.

Leia mais

 

Deficit nas contas públicas

As contas do setor público consolidado, que incluem o governo federal, os Estados, os municípios e as empresas estatais, registraram rombo recorde para o mês de setembro e para o acumulado dos nove primeiros meses deste ano.

Em setembro foi registrado um rombo de R$ 26,64 bilhões. A conta não inclui gastos com o pagamento de juros da dívida pública. Até então o pior resultado para o mês tinha acontecido em 2014: perda de R$ 25,49 bilhões.

Leia mais

 

Agenda econômica

Na agenda econômica, a Fundação Getúlio Vargas divulga amanhã a o Índice de Preços ao Consumidor Semanal da última semana de outubro.

Já o Ministério do Desenvolvimento anuncia o resultado da balança comercial de outubro. E o IBGE divulga a produção industrial de setembro.
 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos