Bolsas

Câmbio

Montadoras do ABC têm mais de 1.000 trabalhadores com contrato suspenso

Bruno Bocchini

Da Agência Brasil, em São Paulo

As montadoras do ABC Paulista estão com pelo menos 1.125 empregados com o contrato de trabalho suspenso, em "lay-off". Segundo dados do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, a Ford é a montadora com maior número de trabalhadores nessa situação: 710 dos cerca de 3.900 empregados da fábrica do ABC.

O "lay-off" é uma alternativa para evitar demissões. Nessa modalidade, o empregado tem o contrato de trabalho suspenso temporariamente, mas continua recebendo parte do salário, pago pela empresa e pelo governo federal.

Na Mercedes, 350 trabalhadores estão com o contrato suspenso desde outubro do ano passado. A montadora tem cerca de 9.000 empregados no ABC.

A Volkswagen, que também tem cerca de 9.000 funcionários, tem 65 com o contrato suspenso atualmente.

O número de trabalhadores com contrato suspenso nas montadoras do ABC, no entanto, tem caído nos últimos meses. Em novembro de 2016, o número de funcionários em "lay-off" chegou a 1.500.

Procuradas, as montadoras não quiserem se manifestar.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos