ipca
-0,09 Ago.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Funcionários apoiam em rede social CEO demitido por festa de fim de ano

Reprodução
Funcionário usa fantasia do "Negão do WhatsApp" na festa da Salesforce Imagem: Reprodução

Thâmara Kaoru

Do UOL, em São Paulo

05/01/2018 17h23

O ex-presidente no Brasil da multinacional Salesforce Mauricio Prado, demitido por causa da fantasia usada por um funcionário na festa de fim de ano da empresa, está recebendo apoio de colegas e ex-funcionários nas redes sociais. O problema aconteceu porque um funcionário se fantasiou de um meme do Whatsapp com pênis gigante. Ele também foi demitido.

Procurado pelo UOL, o executivo disse que preferia não falar sobre o caso.

"Estou, neste momento, me recuperando de todo o impacto e abrangência desta notícia na minha vida e de minha família", disse Prado ao UOL por mensagem em uma rede social. “Sou um bom homem e muito respeitado por todos", afirmou ele. "Por favor, leia os comentários dos meus funcionários no LinkedIn." 

Leia também:

Em sua página na rede social profissional, Prado possui 85 recomendações de colegas elogiando seu trabalho. Vários comentários foram feitos depois da demissão. “Ele é um verdadeiro líder de negócios e tem uma habilidade única de montar e inspirar equipes de alto desempenho”, disse um deles. Outros colegas destacaram que ele “respeita a diversidade das pessoas”, que “se preocupa com os outros” e que é “sempre justo e humilde”.

“É difícil encontrar um adjetivo preciso para definir o Mauricio. Talvez o mais adequado seja único (...) Mauricio não é só um verdadeiro líder, mas também um ser humano completo”, disse outro.

Denúncia anônima

UOL apurou que um funcionário que participava da festa se sentiu ofendido com a fantasia e fez uma denúncia anônima para a empresa. Foram demitidos o funcionário, o diretor que era chefe dele e o presidente.

Não seria verdade que o diretor e o ex-presidente foram dispensados por não aceitarem a demissão do funcionário que usou a fantasia. A festa ocorreu no dia 10 de dezembro e a dispensa teria acontecido no dia 18 do mesmo mês, sem discussão nem chance de o ex-presidente se defender.

A empresa também teria decidido suspender dois funcionários por se fantasiarem como os personagens do filme “As Branquelas”, em que dois policiais negros vestem-se como patricinhas brancas.

Demissão de três funcionários

Prado foi demitido após a Salesforce promover uma festa a fantasia de final de ano e um dos funcionários usar a roupa de um meme chamado “Negão do WhatsApp”. O ex-funcionário, da área de vendas, vestiu uma camisa azul, colocou uma toalha no ombro e improvisou uma prótese para imitar o pênis do personagem. Ele ficou em quarto lugar no concurso promovido pela empresa das melhores fantasias da festa.

Além de Maurício, o funcionário que usava a fantasia e o chefe direto dele também foram dispensados. A reportagem tentou contato com os outros dois ex-funcionários, mas ainda não teve resposta. 

Resposta da Salesforce

Procurada, a empresa informou que “confirma que Mauricio Prado deixou a Salesforce para buscar novas oportunidades. A companhia agradece pela contribuição para a Salesforce e deseja sucesso em seus projetos futuros”.

A Salesforce disse ainda que "não comenta sobre as razões de seus funcionários deixarem a empresa".

Mais Economia